marcusve/ dezembro 26, 2018/ O que é a Bíblia/ 0 comments

O que é a bíblia? (por Rob Bell)* – Parte 22

A Palavra de Deus, baby.

clique aqui para começar com a parte 1

 

Para começar, algumas palavras sobre palavras.

Por volta de 1993, eu estava estudando para ser pastor e eu fiz aulas sobre pregação com a Reverenda Dra. Mitties McDonald DeChamplain. Ela é uma lenda, e foi uma emoção aprender com ela. Eu estava apenas começando, mas eu tinha grandes ideias sobre pregação e como isso poderia ser feito de maneiras novas e eu mergulhei no ofício, tentando aprender tudo o que podia e obter o máximo de experiência que pudesse. Como parte do meu tempo estudando com ela, eu tive que dar um pequeno sermão para a classe. Eu tinha aprendido no início do seminário que havia uma maneira com a qual o pessoal do seminário tratava os sermões e eu não via isso daquela forma – eu estava atrás de outra coisa. Algo diferente. Algo novo. Então, eu trabalhei e trabalhei para preparar o meu sermão, tentando fazê-lo como eu pensava que deveria ser.

E então chegou o dia e eu dei aquele sermão. Eu só posso imaginar como deve ter sido difícil para os meus colegas, mas eu estava no topo do mundo. Eu senti como se tivesse tocado em algo, como se estivesse encontrando a minha voz, como se o céu fosse o limite a partir do que seria feito com essa forma de arte especial chamada sermão.

Sentei-me, e foi a vez da classe comentar. Eles foram gentis e solidários e disseram o que você diz quando você sabe que esta mesma pessoa que você está avaliando vai avaliá-lo mais tarde. Polidos, em outras palavras.

E, em seguida, foi a vez da Dra. DeChamplain me dar seu feedback. Sabe o que ela disse?

Você pode ir ainda mais longe.

Isso é o que ela disse. Ela não me perguntou por que eu fiz isso da maneira que eu fiz, ela não me disse como fazê-lo melhor, ela não me deu uma lista de coisas nas quais trabalhar, de alguma forma ela entendeu o que eu estava fazendo e ela me deixou saber que ela me apoiava e que eu deveria continuar e não havia limite.

Você pode ir ainda mais longe.

As palavras têm poder. Vinte anos depois, suas palavras ainda estão comigo.

Há aqueles momentos em que alguém diz exatamente o que você precisava ouvir, você sabia que havia mais, você sabia que o que tinha sido ensinado não era a última palavra sobre o assunto, você tinha a sensação de que estava faltando alguma coisa, e depois você ouviu alguém dizer isso. Alguém nomeou, fez aparecer, descreveu, insistiu que era possível, deu linguagem para aquilo – seja lá o que disseram, isso fez seu coração pular.

Ou talvez você estivesse num mau momento. Cheio de desespero e dúvida, perguntando se havia alguma saída a frente, e alguém disse algo que mudou tudo. Ele te inspirou, te mudou, te estimulou à ação, te deu a esperança de que havia um caminho adiante.

As palavras podem fazer isso.

As palavras criam mundos novos. (Heschel disse isso).

As palavras podem mudar tudo.

Então, quando você abrir a Bíblia e começar a ler o poema na primeira página, é uma surpresa que o poeta descreva um Deus que cria usando … palavras?

Palavras criam novas realidades. E quando esse Deus fala, o poeta insiste, as coisas acontecem.

A palavra para palavra em hebraico é a palavra davar e é usada cerca de 1.400 vezes na Bíblia. Deus fala, Deus davara, e as coisas acontecem. A palavra para palavra é também a palavra para coisa e poder – algo escrito, falado, ouvido, visto e experimentado. Um ato criativo que traz algo novo à existência.

Eles acreditavam que a vida tem uma fonte, que flui do coração de um ser divino que é bom, criativo e generoso e está do nosso lado. Por isso Paulo perguntou a uma multidão de pessoas na cidade de Listra: Quem vocês acham que dá a comida e enche vocês de alegria? De acordo com o livro de Hebreus, há uma força de vida criativa que surge através de toda a criação, dando-lhe vida e sustentando-a, desde o movimento dos planetas até o respirar de uma criança. Deus fala, e então Deus continua a falar. Como o escritor do Salmo coloca, Deus renova continuamente a face da terra … [ 104] .

Na Bíblia, o universo inteiro é o megafone de Deus.

Deus fala, Deus age, Deus cria, Deus sustenta, Deus é a fonte de energia infinita que se derrama na criação, trazendo nova vida e sustentando tudo, desde sistemas solares até a sua próxima respiração.

Então a Bíblia é a Palavra de Deus?

Isso aí. Muitas coisas são.

Espera aí- muitas coisas são a palavra de Deus?

Isso é o que você encontra na Bíblia

desde os céus e as estrelas (nos Salmos)

até

a boca de um bebê (de novo, os Salmos )

até

a sua consciência (Romanos)

até

os poetas e filósofos da época (Paulo os cita em sua argumentação a favor de Deus e da ressurreição de Cristo em Atos 17).

Então, quando você lê a palavra de Deus você encontra os escritores da palavra de Deus falando de muitas palavras de Deus?

Isso aí.

Como você definiria a palavra de Deus?

A ação criadora de Deus que fala no mundo, trazendo à existência nova criação e nova vida.

E como você definiria a Bíblia como a palavra de Deus?

Primeiro, eu gostaria de salientar que ela foi escrita por pessoas – é em primeiro lugar a palavra de seres humanos.

Então, o que as pessoas querem dizer quando dizem que esta biblioteca de livros escritos por pessoas é a palavra de Deus?

Boa pergunta. O que eles estão dizendo é que eles encontram nesse livro um registro confiável do contínuo curso e desdobramento da obra criadora de Deus no mundo.

Há perigos em chamar-lhe a palavra de Deus?

Há. Porque muitas vezes a perspectiva que começa com a Bíblia como a palavra de Deus tende a passar por cima do fato de que a Bíblia é primeiramente e acima de tudo um livro humano, escritos por pessoas para pessoas. Isso fica confuso quando as pessoas se deparam com a humanidade desses escritos. Essa humanidade pode afastá-las da Bíblia, pensando que não podem confiar nela ou que ela não é mais relevante. E quando, na frente, um pregador apenas continua insistindo que é a palavra de Deus e dando explicações esfarrapadas para as partes obviamente humanas, ou você deixa o seu cérebro na porta ou cai fora.

Assim humana em primeiro lugar, em seguida, a parte de Deus.

Muito bem. Você tem lido os meus artigos?

Mas isso pode ficar confuso, a parte humana e a parte de Deus

Sim, e há um monte de grandes escritos sobre isso, ajudando-nos a compreender a diferença entre ditado e adoção e uma série de outras maneiras pelas quais esse livro surgiu. Eu recomendo o magnífico livro de Kenton Spark, Palavra Sagrada, Palavra Quebrada (Sacred Word, Broken Word), um livro altamente acessível, que é muito útil para compreender as dimensões divinas / humanas desse livro.

O que você quer dizer com a parte de Deus?

Quando eu leio esse livro, algo acontece dentro de mim. Eu fico inspirado, eu fico convencido, fico confrontado, fico confortado – Eu leio essas histórias e elas falam comigo sobre a história que Deus está contando. Elas são livros, mas elas são mais do que livros. Essa tem sido a minha experiência. Elas soam verdadeiras para mim.

Mas você não pode sentir isso através de muitos outros livros, muitas outras palavras, muitas outras experiências?

Claro. Isso é algo que os escritores da Bíblia dizem muitas vezes. É como se os escritores ficassem dizendo abram seus olhos, olhem em volta, escutem, prestem atenção.

Então qual é a grande questão sobre a Bíblia? O que a torna tão especial? O que a torna única? Por que é mesmo necessária?

Grandes questões. Você está livre amanhã? (n.t. Amanhã em relação às publicações originais. Em relação às publicações em português você estará livre para a próxima sessão?)

 

A seguir: Por que essa biblioteca.

*Série de reflexões sobre a Bíblia, escrita e publicada originalmente em inglês, no tumblr, pelo próprio autor Rob Bell e sua equipe.

Transcrito e adaptado para português por Marcus Vinicius Epprecht com autorização do autor. Proibida a reprodução para fins comerciais ou qualquer forma de ganho sobre este texto sem a autorização expressa do autor e do tradutor. Os posts originais em inglês foram desativados pelo autor em função do lançamento desse conteúdo em livro, por enquanto somente em inglês. Revisado por Fernanda Votta Epprecht.

 

Além disso quando você se cadastrar abaixo, terá acesso a livros digitais também gratuitos.

Receba nossa correspondência com as novidades da nossa blogosfera. São muitas alternativas para todos os gostos.

Verifique essas alternativas todas conforme seu gosto. É só clicar!

Cadastre-se e curta!

Por hoje é só!

Um Excelente viver pra você!!

Marcus e Mel

MVE Produções

P.S.:

Gostou?

Compartilhe este artigo com seus amigos.

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.