marcusve/ dezembro 26, 2018/ O que é a Bíblia/ 0 comments

O que é a bíblia? (por Rob Bell)* – Parte 27

Qual o Negócio Com Todas Aquelas Genealogias

clique aqui para começar com a parte 1

 

Alguns de vocês têm perguntado sobre as genealogias na Bíblia, então aqui vamos nós.

Vamos começar com a que começa o Evangelho de Mateus. Mateus começa com a afirmação de que esta é a genealogia de Jesus, filho de Davi, em seguida, enumera muitos caras, (incluindo várias mulheres, o que foi atípico para a época; a propósito, sobre as mulheres que ele menciona e suas histórias? Há uns mil sermões nelas) culminando com Jesus.

Jesus, filho de Davi.

Interessante, porque Davi tem o valor matemático de … 14

Entendeu?

Não?

Ok, então, um pouco de “pano de fundo”.

Números foram muito importantes para os hebreus. Tanto é assim que as palavras foram entendidas não só pelo que elas referiam, mas também por seu valor numérico. Como eles conseguiram isso?

Eu vou fazer isso em Inglês primeiro.

A é a primeira letra, por isso é um 1.

B é a segunda, por isso é a 2.

C é 3 , e assim por diante.

A palavra CAB, então, em Inglês, seria

3 +1 +2 que lhe daria o valor numérico de 6.

Em hebraico, o nome Davi é as letras D- V -D (Não há vogais em hebraico) D é a quarta letra, e V é a 6a.

D -V- D , então, é 4 +6 +4 , que é 14.

O nome de Davi tem o valor numérico de 14.

(Esta numeração ocorre em toda a Bíblia, eu vou falar nisso um pouco mais tarde … ).

Por que eu estou te mostrando isso?

Dê uma olhada na genealogia de Mateus. Você está entediado, certo? É apenas uma lista de nomes. Que maneira brutal para começar um livro.

A menos que você conte quantos nomes existem.

O que você vai notar rapidamente é que os nomes estão realmente agrupados, e eles estão agrupados de 14 em 14. Por que isso é importante? Porque Mateus está escrevendo para um público judeu, um público que estava esperando o filho de Davi aparecer e salvá-los. E todo mundo sabia que o nome de Davi = 14. Assim, provocativamente, os agrupamentos intencionais estariam gritando 14! 14! 14! para os leitores de Mateus.

Para aqueles de vocês que estão virando seus olhos neste momento, pensando isso é um exagero, Rob, observe o que Mateus diz após os nomes, no versículo 17

Assim foram catorze gerações desde Abraão até David, catorze de Davi até o exílio na Babilônia, e catorze do exílio para o Messias.

David, David, David.

14. 14. 14.

Por que Mateus escreve seu livro?

Sua audiência judaica original já teria entendido apenas a partir da genealogia –

Mateus acredita que Jesus é o filho de Davi que nós estávamos esperando e ele está escrevendo para nos dizer o porquê…

(A propósito, 14 é 2 vezes o quê? 7. Exatamente. E 7 é um número muito significativo na Bíblia. E o que a Torá diz sobre estabelecer a verdade de alguma coisa? Que são necessárias duas testemunhas. Então 14 é 2 vezes 7 … o que acrescenta outra visão a genealogia de Mateus. Ele está dizendo que todos esses nomes nessa lista estão agindo como testemunhas sobre Jesus ser o Messias, como no tribunal, de acordo com a Torá).

Agora, a partir de Mateus, vamos voltar para Lucas, que também tem uma genealogia, mas a sua não começa no inicio dos tempos e avança mas sim começa com Jesus e se move para trás. Mateus traçou Jesus através de José e a linha de seu pai a Abraão. Lucas não faz isso. Ele diz que Jesus

era o filho, por isso pensava-se, de José

e então começa a traçar a linha de Jesus através de sua mãe. E ele não para, ele vai por todo o caminho de volta até Adão, filho de … Deus.

Por quê?

Ótima pergunta.

O que levanta uma outra questão: para quem é que Lucas está escrevendo?

Porque Mateus teve sua tribo judaica em mente. Lucas, por outro lado, está escrevendo para um público muito mais amplo. Assim provando que a credibilidade judaica de Jesus não iria ajudar muito a sua história, mas Jesus sendo o filho de toda a humanidade, agora teve peso no mundo de Lucas.

Será que Lucas realmente tem registros na prefeitura local, mostrando que Jesus é o filho de Deus? (E no espaço em branco para mãe na certidão de nascimento ele disse … Natureza. Haha).

Não. Ele não o fez. Esso não é o seu ponto. Ele está falando sobre uma grande história de salvação de toda a humanidade através deste Jesus judeu, que ele está tentando levar seu público a ver a mundial humanidade de Jesus. Para fazer isso ele toma a linhagem de sangue de Jesus, o que você naturalmente faria se esse fosse o objetivo de sua história.

Era incomum traçar a genealogia do homem através do lado de sua mãe?

Sim, era. ( Por favor me diga que você já está ligando isso com o resto do evangelho de Lucas … ) Porque o que Lucas nos mostra continuamente? O Jesus que é para todos, que é encontrado entre os pobres, que vai para a periferia, às margens, que abraça o menor e indesejado. Aquele que conta histórias sobre moedas perdidas, ovelha perdida, e os filhos perdidos.

Você pode ver como cada uma das genealogias é usada para servir a um propósito maior na sua escrita? A precisão factual em ambos os casos é secundária em relação a um ponto teológico maior que ambos estão expondo. Isso é importante, porque se você olhar os fatos como o ponto da história, e se suas genealogias são ou não precisamente corretas, você está procurando por algo que não era a primeira intenção dos escritores.

Da genealogia de Lucas, vamos para um pacote mais antigo e escolher uma, como a que começa em I Crônicas? Ela apenas continua indo … e vai … e vai, nome após nome.

Zife ,

Zifá ,

Zoko ,

Ziclague ,

Ofra ,

Quenaz ,

Iru ,

Naam ,

Guni ,

Anube

e, claro, Peleg, com o qual você está familiarizado, que foi nomeado Peleg porque em sua época a terra foi dividida. (Você não pode maquiar isso. Versículo 19. Você se lembra daquele tempo, certo? Quando a terra foi dividida? Bons tempos.).

Qual é o ponto de todas estas listas de nomes? Mais uma vez, uma grande pergunta, que é respondida quando você perguntar

Qual é a história que eles estão contando?

É uma história sobre uma tribo, um novo tipo de tribo, uma tribo que deveria abençoar todas as outras tribos. Lembre-se, todas as tribos tinham seus deuses e deusas. Era assim que as coisas eram. E quando você viajava para um lugar novo, você poderia perguntar sobre o deus da região, pois cada tribo tinha seus deuses e cada região tinha os seus deuses. Mas esta tribo era diferente. Esta tribo acreditava que havia UM Deus, que era a fonte de toda a vida, UM Deus que era bom, e amava a todos e queria abençoar todo mundo através deles. Viver isso era obviamente algo que eles tiveram dificuldades em realizar, mas a ideia estava impregnada em seus ossos. Assim, ser uma parte desta tribo era importante, e passar esse legado da tribo (ter filhos) era uma das maneiras mais importantes de honrar a tribo.

A história, afinal, começou com um homem chamado Abraão, que teve , nos é dito. A fé de que um mundo melhor é possível, a fé de que Deus estava fazendo alguma coisa neste mundo golpeado e quebrado, a fé que ele tinha um papel a desempenhar na nova coisa que Deus estava fazendo.

Novamente, quem foi Abraão?

Ok, está certo – ninguém.

No antigo Oriente Médio, as genealogias foram registradas para mostrar quem eram as pessoas mais proeminentes, as melhores, as primeiras, as mais importantes (sumérios, egípcios, etc… genealogias eram um exercício gigante inchando o peito e regozijando-se em sua grandiosidade).

Mas Abraão, Abraão era um ninguém.

E essas longas listas de caras que geraram caras que geraram caras?

Ninguéns. Jose´s comuns. Ou deveríamos dizer Arfaxades comuns. Joabes comuns. Naores comuns.

As pessoas que escreveram essas listas acreditavam que o Deus do universo, a fonte singular de vida, estava no trabalho dentro da história humana através de pessoas realmente normais, pessoas comuns para resgatar a coisa toda.

E assim, essas listas eram uma maneira de dizer

e ele foi fiel

e seu filho foi real

e seu filho fixou o curso

e seu filho fez a coisa certa

e seu filho foi fiel …

(Duas notas laterais para aqueles de vocês que amam os detalhes:

Em primeiro lugar, na Torá, foi ordenado que se o seu irmão morre você deve se casar com a esposa dele para manter a linhagem. É por isso que algumas das genealogias não se alinham com a mente moderna, elas registram arranjos complicados por causa de irmãos morrendo, mas suas linhagens continuando com a esposas.

Em segundo lugar, lembre-se que os entendimentos antigos de biologia eram bastante limitados. Eles observaram que a mulher não engravidava, a menos que ela estivesse com um homem, então eles concluíram que um homem deve ser o único que possui a semente, por assim dizer, da vida. De tudo isso, deduziu-se que a linhagem é promovido pelo homem, daí as longas listas de caras).

Para o público original destas histórias e as genealogias em si mesmas, essas listas não foram chatas, elas foram inspiradoras. Deus usa ninguéns.

E como é que você reconhece o papel desempenhado por um ninguém na redenção de todas as coisas?

Você escreve seu nome.

E você se lembra dele.

E dá graças a Deus por ele.

E promete fazer sua parte para continuar a tradição.

Assim, você pode ignorá-los,

ou perguntar por que eles estão lá,

e buscá-los para verificar sua precisão ou a falta dela,

mas para o público original,

as longas listas e – quanto mais longas, melhor – eram sinais de esperança.

Espero que ninguém seja esquecido, espero que as pessoas que vivem vidas normais comuns, não conhecidas por serem heróis ou provenientes de famílias ricas ou ter sangue real, sejam todas parte de algo maior que elas mesmas.

A seguir: Autoridade

* Série de reflexões sobre a Bíblia, escrita e publicada originalmente em inglês, no tumblr, pelo próprio autor Rob Bell e sua equipe.

Transcrito e adaptado para portugues por Marcus Vinicius Epprecht com autorização do autor. Proibida a reprodução para fins comerciais ou qualquer forma de ganho sobre este texto sem a autorização expressa do autor e do tradutor. Os posts originais em inglês foram desativados pelo autor em função do lançamento desse conteúdo em livro, por enquanto somente em inglês. Revisado por Fernanda Votta Epprecht.

 

Além disso quando você se cadastrar abaixo, terá acesso a livros digitais também gratuitos.

Receba nossa correspondência com as novidades da nossa blogosfera. São muitas alternativas para todos os gostos.

Verifique essas alternativas todas conforme seu gosto. É só clicar!

Cadastre-se e curta!

Por hoje é só!

Um Excelente viver pra você!!

Marcus e Mel

MVE Produções

P.S.:

Gostou?

Compartilhe este artigo com seus amigos.

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.